Urban Hacking chega  a Teresópolis

Cidade recebe o evento no dia 11 de maio com ações de lazer, cultura, economia criativa e entretenimento 

Teresópolis se prepara para receber o Urban Hacking, evento promovido pelo Sebrae/RJ como parte da primeira ação do Projeto Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) na cidade. A Praça Santa Tereza, no Centro, será palco do evento no dia 11 de maio, de 9h às 18h e vai receber atividades gratuitas de música, poesia, gastronomia, além de escalada, passeio turístico, informações turísticas, entre outras.

O Urban Hacking é uma proposta integradora que fortalece a governança local e se propõe a ocupar espaços públicos promovendo uma interação da população e dos visitantes. O 1º Urban Hacking de Teresópolis tem a parceria da Prefeitura Municipal de Teresópolis e da Igreja da Matriz de Santa Tereza, além do apoio da Secretaria Municipal de Turismo, SeTur, TurisRio, ACIAT, CDL, Estácio e Teresópolis Convention e Visitors Bureau.

A analista Sebrae/RJ, Anna Carolina Plassing, destaca que o Urban Hacking é um evento importante para cidade e faz parte de um projeto maior, o Destinos Turísticos Inteligentes, que, além de promover o desenvolvimento de inovações no turismo e a participação qualificada das lideranças empresariais nas governanças do setor, proporciona também um ambiente de negócios favorável aos pequenos negócios de turismo. “O projeto DTI é mais uma ação no sentido de trazer novas oportunidades para as micro e pequenas empresas da cidade, destacando a inovação como diferencial competitivo”, ressaltou.

Destinos Turísticos Inteligentes
O projeto Destinos Turísticos Inteligentes é realizado em diversas regiões do estado. É uma proposta do Sebrae para oferecer ao visitante a melhor experiência turística, promovendo a interação do turista com o destino, por meio do fortalecimento de 4 eixos: Sustentabilidade, Governança, Tecnologia e Turismo de Experiência.

Iniciado em agosto do ano passado, o projeto é desenvolvido em etapas e desde então já promoveu oficinas de capacitação e de gestão. A realização do Urban Hacking, é o primeiro evento previsto pelo projeto, de uma série de outros que ainda serão programados. Também serão promovidas outras oficinas e workshops ao longo do ano, a fim de capacitar os participantes para que possam oferecer estruturas turísticas diferenciadas e assim facilitar a interação e a integração do visitante antes, durante e depois da viagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here