Na Semana Mundial do Meio Ambiente, Grupo Cataratas e PNUMA renovam parceria para a promoção do desenvolvimento sustentável 

Empresa também promove uma semana de lives em seus canais no YouTube do Grupo Cataratas e de seus parques - Cataratas do Iguaçu, AquaRio, BioParque do Rio e Paineiras - para propor a reconexão com a natureza, em conjunto com o Programa da ONU para o Meio Ambiente, promovendo "A Hora do Planeta" 

Em meados do ano passado, a comunidade científica internacional alertou para a crise da biodiversidade no planeta. Liderado pela ONU, o estudo apontou o risco do desaparecimento de um milhão de espécies de animais e vegetais da Natureza, ameaçadas pela atuação do homem. Poucos meses antes, a ONU Meio Ambiente havia declarado a Década da Restauração, período entre 2021 a 2030, que congrega diversas frentes de trabalho e iniciativas para a restauração dos ecossistemas globais.   

É nesse contexto e já vislumbrando ações nos parques e atrativos turísticos que administra, que o Grupo Cataratas anuncia a renovação do Memorando de Entendimentos (MoU) com o Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA). A iniciativa coincide com as ações da Semana Mundial do Meio Ambiente, que acontecerá em parceria com a organização, como forma de propor que as pessoas repensem sua relação com a natureza, colocando o Meio Ambiente no centro das decisões.    

Intitulada “Hora do Natureza” a campanha mundial do PNUMA para 2020 traz discussões importantes sobre o colapso do Meio Ambiente e o chamamento para que todos possamos trabalhar para reverter essa situação.  

“Por ano, recebemos mais de 5 milhões de visitantes em nossos parques e não mediremos esforços para impactar o máximo de pessoas com a mensagem da conservação. Algumas ações já vêm apresentando resultados expressivos, como a redução de consumo de plástico em nossas operações, boas práticas na cadeia produtiva de fornecedores e parceiros. São essas boas ideias que precisamos levar a mais e mais pessoas, fazendo com que elas se sintam parte da mudança que o planeta precisa”, explica Pablo Morbis, presidente do Grupo Cataratas.  

NORONHA GANHA ENFRENTAMENTO A PROBLEMAS QUE PERDURAM HÁ DÉCADAS  

O Memorando de Entendimentos prevê, ainda, um estudo que irá levantar alternativas inovadoras para os desafios estruturais que impactam ambientalmente o arquipélago de Noronha e colocam em risco um dos ecossistemas mais ricos do planeta.    

Atualmente, cerca de 90% da energia da ilha provêm da combustão de óleo diesel, gerando um consumo de 15 mil litros por dia. O abastecimento de água, que se dá por meio do processo de dessalinização, é caro e pouco efetivo, e a falta do saneamento básico afeta cerca de 40% da ilha. A gestão de resíduos sólidos também será um tema abordado nesse estudo.  

PARQUES PROMOVEM LIVES PARA DEBATER O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL  

Entre os dias 1º e 8 de junho, também em parceria com o Programa da ONU para o Meio Ambiente, o Grupo Cataratas fará lives em seus canais no YouTube para levar ao público um conteúdo educativo e interessante sobre diversos assuntos relacionados à conservação da natureza, além de mostrar o trabalho de bastidores das equipes nos parques.  

O Centro de Visitantes Paineiras também trará uma novidade: será o lançamento de duas câmeras que ficarão ao vivo, 24 horas por dia, com as vistas do Cristo Redentor e do Morro Dois Irmãos. A primeira será inaugurada no dia 1º e a segunda no dia 4, ambas às 10h.   

Confira a programação completa:  https://bit.ly/2zIHSGP 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui