Lançada a Elevel, startup de ortodontia digital

A expectativa da empresa é alcançar cerca de 10 mil clientes ativos já no primeiro ano de atividade

Acaba de ser lançada a Elevel, startup totalmente focada em ortodontia digital, por meio de tratamento com alinhadores transparentes. A empresa oferece um serviço inovador, no qual todas as etapas do tratamento são 100% digitalizadas, não envolvendo papel ou gesso como no modelo tradicional. Inicialmente, a clínica destacará os tratamentos ortodônticos com alinhadores transparentes de fabricação própria – e espera alcançar cerca de 10 mil clientes ativos já no primeiro ano de atividade.

O mercado de serviços em saúde odontológica está em ampla expansão no mundo todo.

Nos Estados Unidos, esse tipo de tratamento já representa 20% do segmento e no Brasil surge como a nova tendência. “Em cinco anos, o mercado brasileiro de ortodontia deve alcançar 400 mil tratamentos por ano. Nesse período, queremos conquistar 12,5% de market share, com 110 clínicas abertas em todas as regiões do país” afirma Hilton Almeida, sócio-fundador da Elevel.

A Elevel conta com R$ 20 milhões de investimentos, a maior parte destinada à tecnologia digital (como scanners intra-orais, softwares de planejamento e impressoras 3D) e infraestrutura das unidades. Em cinco anos, a expectativa é investir R$ 100 milhões entre capital próprio e de terceiros. A startup inicia suas operações nas unidades Augusta, Itaim Bibi, Paraíso, Pinheiros e Vila Olímpia na cidade de São Paulo.  Nas clínicas é possível realizar todos os exames e acompanhar a evolução do tratamento, com os alinhadores transparente, e tratamentos estéticos, como o clareamento dental.  

“Criamos uma solução totalmente disruptiva em relação ao modelo tradicional, uma vez que a tecnologia digital permite ao paciente um tratamento preciso, sabendo desde o primeiro dia o tempo de duração. O benefício estético é outro ponto forte: os alinhadores transparentes são praticamente imperceptíveis e podem ser removidos para alimentação e higienização, fornecendo mais conforto e higiene, além da vantagem estética”, destaca Almeida.

Logo na primeira consulta, o paciente passa por um escaneamento intra-oral, e por meio de um software 3D, o dentista identifica a melhor rota para as movimentações dos dentes. Os aparelhos são produzidos em laboratório próprio, a partir da impressão 3D do molde da boca. Todo o processo é digital e oferece um resultado muito mais eficaz, com duração entre 6 e 18 meses, permitido tratar casos simples e complexos. No geral, já se sabe as etapas de troca do alinhador e é possível recebê-lo em casa. Em casos mais complexos, o paciente retorna à clínica periodicamente para avaliação do dentista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui