Empresários analisam mercado de pneus no Brasil

Após 15 anos de atividades, executivos da GP Imports, importadora da Delinte Pneus, apontam mudanças durante o período e perspectivas de crescimento

A GP Imports, representante exclusiva dos pneus Delinte no Brasil, completa 15 anos neste mês de junho. A importadora, que começou suas atividades no segmento de rodas, há 8 anos atua no setor de pneus. Ao longo dessa fase, o crescimento da marca tem sido exponencial no mercado brasileiro, atualmente com 4.000 revendas cadastradas e 10 centros de distribuição em estados do país.

A empresa, com sede em Curitiba/PR, está sob o comando dos executivos Gustavo de Pauli e Fabiano Gusso. Após uma década e meia de experiências, eles analisam o mercado de pneus no Brasil e apontam que muitas transformações ocorreram e estão em curso. “Ao longo desses 15 anos, percebemos muitas mudanças em relação à tecnologia, estilo, design e demandas do consumidor. Se quando começamos, os carros modificados estavam em alta, atualmente muitos desses acessórios, como rodas e multimídia, já vêm de fábrica, especialmente em carros de médio e alto valor. Isso gerou novas demandas. As fábricas de pneus também passaram a investir cada vez mais na sua engenharia e na criação de novas opções de medidas”, avalia o empresário Gustavo de Pauli.

A presença e aceitação de pneus importados também cresceu durante esse ciclo. O mercado, antes dominado por marcas centenárias, que se consolidaram por atender as montadoras de veículos e dispor de grandes investimentos publicitários, começa a abrir espaço para outras opções, a maioria vindas de outros países. “Inicialmente, a resistência foi grande porque havia uma fama ruim desses produtos, especialmente os chineses. Mas, aos poucos, os revendedores e consumidores começaram a perceber diferenças de qualidade entre diferentes marcas importadas”, analisa Fabiano Gusso.

De acordo com os empresários, a GP Imports, ao escolher a Delinte como a fabricante dos seus pneus, decidiu se posicionar entre as marcas de referência e as importadas, que muitas vezes só priorizavam disputas de preço. “Trouxemos a Delinte para o Brasil para ocupar espaço junto a um cliente mais exigente, que prioriza qualidade e busca Alta Performance em pneus. Aos poucos, fomos conquistando essa confiança, principalmente com a adesão de lojistas que entenderam a proposta da nossa indústria 4.0, que utiliza tecnologia e matéria-prima de ponta. A oferta de garantia e reposição também fez grande diferença”, complementa Gustavo de Pauli.

A relação entre a importadora e os lojistas também é considerada um destaque para a expansão dos negócios da Delinte no Brasil. “As revendas vivem constantes desafios e também transformações. Entendemos que nosso papel é agregar valores a elas com uma política comercial atrativa, transparência e valorização dos parceiros. Com isso, temos lojas que são nossos clientes desde nossa fundação, há 15 anos”, afirma Gusso.

Impactos da pandemia

O momento único imposto pela proliferação do coronavírus trouxe ao mercado de pneus novos desafios. No primeiro momento, com grande parte das revendas fechadas e os empresários buscando entender o que estava acontecendo, o impacto para as vendas foi significativo. No começo de abril, com o setor de peças para automóveis sendo considerado essencial, os negócios foram sendo retomados, ainda que em menor velocidade.

“Como distribuidores, entendemos que nosso papel no processo era de entender e apoiar os lojistas. Formamos uma força-tarefa interna e começamos a traçar estratégias. Buscamos ficar ainda mais próximos dos parceiros. Tem sido um momento de grande união em que valores fundamentais foram ressaltados. Decidimos manter nosso quadro de colaboradores e não fazer demissões. Passada a fase mais crítica, lamentamos pelos impactos para muitos, mas acreditamos que saímos fortalecidos”, afirmam os empresários.

Para o futuro, a mensagem é de otimismo. “Entendemos que a necessidade de melhoria constante e alinhamento com tendências é fundamental, mas, acima de tudo, prevalece quem coloca o cliente e a equipe de trabalho como prioridade e é essa nossa definição enquanto empresa. Já passamos por vários momentos econômicos, dólar baixo, câmbio alto, momentos favoráveis e críticos, mas, independente do cenário, a Delinte vem se consolidando cada vez mais forte no Brasil”, finalizam. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui