Marketing de afiliação é uma boa estratégia para a Black Friday

* Rodrigo Genoveze

Como sabemos, o marketing de afiliação é uma estratégia do mundo digital em que, por meio de uma tecnologia, um ou vários afiliados conseguem divulgar algo para sua audiência em troca de uma comissão, geralmente paga pelo anunciante. Por isso, esta prática contribui com o aumento de vendas e outros objetivos das marcas.

Em outras palavras, se alguém possui um espaço publicitário ou tecnologia que podem ser utilizados para promover a visibilidade e o engajamento das marcas com seus públicos, pode se tornar um afiliado e começar a ganhar comissionamento baseado em performance através da divulgação de anunciantes dos segmentos de varejo, telecomunicações, finanças, serviços e viagens. Por outro lado, um anunciante que deseja ter sua marca divulgada por afiliados, pode diversificar seus investimentos em formatos e mídias digitais.

Aliás, o marketing de afiliação permite diversas formas e possibilidades. Mesmo para períodos de grandes fluxos em buscas e vendas, como acontece agora com a Black Friday, ele tem sido um recurso bastante efetivo para que marcas consigam alavancar ainda mais suas vendas.

O uso de cupons, por exemplo, permite que o anunciante trabalhe a aquisição de novos clientes. Já o cashback guarda uma grande especificidade no sentido de elevar os níveis de fidelidade do usuário com aquela marca, ou seja, como ele garante dinheiro de volta ao cliente, cria um alto valor agregado na jornada de compra. Mas, ainda existem outras possibilidades, inclusive com as redes sociais, ou mesmo o e-mail marketing, que ainda tem sido bastante efetivo em datas como a Black Friday.

Tradicionalmente, segundo nossos dados de inteligência, os setores que possuem resultados mais robustos no uso do marketing de afiliados são os e-commerces de varejo, que abrangem produtos diversos e possuem engajamento com o consumidor online. Os sites de viagens, assim como as lojas online de moda e acessórios também possuem resultados de ações e campanhas que se destacam, neste segmento. Além disso, também temos visto uma crescente nos setores de drogarias e serviços.

Falando sobre tendências e indústrias promissoras, percebemos o setor financeiro e de telecomunicações são a aposta para o futuro próximo, principalmente porque são áreas que, cada vez mais, estão migrando para os canais online. Consequentemente, suas atenções, verbas e investimentos também passam a ganhar mais foco no digital.

Diante deste cenário, podemos perceber que o marketing de afiliação é uma ferramenta importante em períodos como a Black Friday. Segundo nossos dados, apenas neste período do varejo, em 2017, foi possível gerar crescimento de mais de 27% no valor das vendas rastreadas e mais de 21% no número de vendas rastreadas. E se para o ano passado o ticket médio ficou em R$ 611,00, para 2018, esperamos que alcance por volta de R$ 800,00.


* Rodrigo Genoveze é Country Manager da Awin, rede global de afiliados que conecta consumidores com marcas em mais de 180 países ao redor do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here