Porque supermercados tem investido cada vez mais em marcas próprias

Super Prix - Rede Unno - foto: Bruno de Lima
Super Prix - Rede Unno - foto: Bruno de Lima

Marcas ou rótulos de casa, também conhecidos como marcas próprias ou marcas de varejo, não são novidade para o setor de varejo supermercadista. Hoje, estamos vendo uma mudança global na lealdade dos consumidores das marcas e rótulos dos fabricantes para as próprias marcas e rótulos privados dos varejistas. A razão para isso é simples: os clientes estão se tornando menos dependentes das marcas dos fabricantes e mais dependentes da própria loja, o que é ótimo para relação da empresa com o consumidor.

O conceito de marca própria ou marca particular pode ser usado como um esforço para expandir o marketing de um varejista. Mas, para atingir esse objetivo com sucesso, é preciso ter de forma clara o mercado-alvo e saber qual será o impacto da marca sem nome para os clientes. É necessário fazer uma extensa pesquisa para entender quem são seus clientes, como eles compram, quando compram e por que compram. 

As marcas domésticas são frequentemente associadas a qualidade inferior porque os varejistas oferecem suas marcas domésticas a preços mais baixos do que as marcas já consagradas no supermercado. Por esse motivo, a força da marca própria varia de acordo com as condições econômicas. Em períodos econômicos mais fortes, as pessoas tendem a gastar mais com marcas tradicionais, por outro lado, optam por produtos de marca própria quando a economia está sofrendo. Mesmo assim, existem vantagens no negócio, e o setor de Marketing Estratégico do SuperPrix (Rede de supermercados carioca que investe em marca própria), reuniu alguma delas:

– Exclusividade

As marcas domésticas, próprias do supermercado são exclusivas da loja e não podem ser encontradas em nenhum outro lugar. Ao oferecer exclusividade completa por meio do estabelecimento de uma imagem de marca própria confiável e com bom preço, o varejista, sem dúvida, atrairá novos clientes e conquistará sua lealdade. O comprador acabará se tornando mais dependente da própria loja por causa de suas ofertas exclusivas.

– Qualidade

Um varejista com marca própria permite ter controle completo sobre o desenvolvimento, fornecimento, armazenamento e marketing de seus próprios produtos, o que garante à marca própria maior e melhor qualidade a depender somente do varejista. As marcas das lojas vem sendo posicionadas como marcas de valor, marcas de qualidade equivalente às de fabricantes ou marcas nacionais apenas a preços mais baixos. 

– Preços

O ambiente de varejo de hoje está cheio de muita concorrência, especialmente entre comerciantes que competem por preços mais baixos. Embora a publicidade de marcas nacionais possa atrair o comprador para a loja, o varejista realmente obtém mais lucro vendendo uma marca de casa. As marcas domésticas oferecem a seus varejistas margens de lucro mais altas a cada venda, o que significa que esses produtos podem ter preços mais competitivos. Bom para o consumidor e bom para o setor supermercadista.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui