Marins Consultoria alerta: Governo não liberará mais o valor de 42 bilhões de reais como previsto

Paulo Guedes, recalibrou para R$ 30 bilhões, o advogado Eliézer Marins comenta.

foto: Agência Brasil

O principal motivo seria para não prejudicar programas essências para os mais pobres a exemplo do programa Minha Casa Minha vida que depende dos valores acumulados do FGTS, explica Marins.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, afirmou nesta segunda-feira, 22, que o anúncio dos detalhes sobre a liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está mantido para essa quarta-feira (amanhã).

O ministro da Economia, Paulo Guedes, recalibrou de R$ 42 bilhões para R$ 30 bilhões o potencial de liberação das contas ativas (dos contratos atuais) e inativas (de contratos anteriores) do FGTS.

Como anunciado pelo próprio governo e pela a Marins Consultoria, inicialmente, a proposta era liberar até 35% do valor aplicado no fundo, mas a pressão do setor de construção civil, financiado por esses recursos, fez o governo mudar de ideia.

 Os valores para liberação seguiria a data de aniversário do trabalhador, assim os trabalhadores que já fizeram aniversário este ano já teriam direito ao benefício assim que for autorizado, mesmo não sendo mais 42 bilhões de reais, os 30 bilhões de reais ainda serão muito bem vindos aos trabalhadores, os empresários e até mesmo o PIB agradece.

Venda de créditos realizada por quem entende do assunto
No mercado há mais de 40 anos, o Grupo Marins atua com excelência em questões de venda de crédito tributário, financeiras, patrimoniais, tributárias e corporativas. Tendo como destaque a exclusividade do crédito do dr. Giácomo Gavazzi.

Com objetivo de oferecer um atendimento personalizado e eficiente, o Grupo busca entender com profundidade o que é exposto por seus clientes para oferecer soluções pertinentes e eficazes. Saiba mais: www.marinsconsultoria.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here